(71) 9 9936-0226

(71) 9 9138-2288

(71) 9 9138-2288

contato@sinalbahia.com.br

Acesso Credenciado

Notícias

Os riscos de dirigir à noite vão além da baixa visibilidade.

Ao anoitecer, a percepção do motorista cai 50% e se tiver alguma patologia ocular, como a miopia ou astigmatismo, os riscos são ainda maiores.

As condições das estradas brasileiras também não ajudam. Muitos trechos não são iluminados e falta sinalização. Com as reações oculares mais lentas, a situação se torna propensa para acidentes. Outro ponto é o cansaço que potencializa os riscos.

No período da noite a probabilidade de que o motorista durma ao volante é muito mais alta. As viagens à noite devem ser programadas para que o condutor possa parar e ter alguns momentos de descanso ao menor sinal de cansaço. Cansado ele pode dormir sem nem ao menos perceber e colocar a sua vida e dos demais usuários das vias em risco. Para se ter uma ideia, 31 mil 188 acidentes foram registrados pela Polícia Rodoviária Federal em 2017, das 19h às 06h da manhã. Nesse mesmo período, 2 mil 809 pessoas perderam a vida nas estradas.

Se você não tem outra opção que dirigir durante a noite, você deve tomar alguns cuidados importantes para evitar acidentes:

– Mantenha limpos, tanto as lanternas, faróis, como também os para-brisas e espelho. Na escuridão, as luzes podem refletir na sujeira do vidro ou do espelho e prejudicar ainda mais a visibilidade.
– Use luz baixa ao cruzar veículos para não ofuscar outros motoristas. O ofuscamento é um fator complicador. Leva-se aproximadamente quatro segundos para voltar a visão à normalidade depois de cruzar um foco de luz.
– Não exceda o limite de velocidade, procure andar de acordo com as descrições que a via permite, principalmente na pista molhada.
– Aumente a distância para o carro da frente para que você tenha tempo de parar em caso de emergência.
– Não acenda a luz interna, a luminosidade reflete na parte de dentro dos vidros e atrapalha a sua visibilidade em relação ao que está ocorrendo do lado de fora.