(71) 9 9936-0226

(71) 9 9138-2288

(71) 9 9138-2288

contato@sinalbahia.com.br

Acesso Credenciado

Notícias

Bombas de combustível terão sistema antifraude em 2022

A partir de julho de 2022 o consumidor terá um novo recurso antifraude na hora de abastecer o seu veículo. Em entrevista ao programa de rádio A Voz do Brasil, o presidente do INMETRO informou que o Instituto implantará por meio de um dispositivo, a certificação digital nas bombas medidoras de combustíveis a serem fabricadas a partir daquela data.

O sistema antifraude promete reduzir o risco de pagar por quantidade de combustível líquido que efetivamente não entrou no tanque do veículo, já que alguns postos no país adulteram as bombas na placa-mãe, fazendo o equipamento marcar no display mais do que está realmente abastecendo.

A ideia é simplesmente agilizar a identificação de fraude, pois a medida permitirá que o cidadão receba em um aplicativo de celular a leitura real da quantidade de combustível que passa pela bomba e, tenha condição de indicar, inclusive, aonde elas estão acontecendo, de uma forma bem rápida e direta. No Brasil, esse tipo de fraude supera os R$ 20 bilhões por ano

Apesar das regras e requisitos para a fabricação das bombas constarem numa portaria de 2016, a entrada em vigor foi estabelecida pela Portaria INMETRO nº 264/2021, que definiu ainda os critérios complementares de software e hardware para os equipamentos. Para não gerar nenhum tipo de impacto negativo, os postos vão poder substituir as bombas de forma gradual, à medida que os equipamentos forem alcançando o limite de vida útil, com exceção dos que tiverem sido fraudados.

Todo o processo de certificação digital das bombas medidoras de combustíveis será feito em parceria com o Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), órgão responsável por estabelecer os padrões criptográficos referenciais para assinaturas nas comunicações que envolvem a Administração Pública Federal.

A expectativa é que a medida resolva definitivamente o problema.