(71) 9 9936-0226

(71) 9 9138-2288

(71) 9 9138-2288

contato@sinalbahia.com.br

Acesso Credenciado

Notícias

Crescimento do número de acidentes com motos, assusta em 2021.

Os acidentes com motocicletas tiveram um crescimento de 14,3% em 2021 e já representam mais de 50% das ocorrências graves de trânsito no Brasil. O número de internação de motociclistas envolvidos também bateu recorde nos sete primeiros meses, foram 71.344 e custaram R$ 107,9 milhões ao SUS (em 2020 inteiro o valor gasto pela instituição foi de cerca de R$ 171 milhões). Os dados são de um estudo divulgado em setembro pela Abramet (Associação Brasileira de Medicina do Tráfego).

O número de motociclistas e motocicletas nas ruas brasileiras nunca esteve tão alto. Dados oficiais apurados pela associação demonstram que o número de motociclistas cresceu 54,3% entre 2009 e 2019. A frota quase dobrou nesse período, saindo de 15 milhões de unidades em2009 para mais de 28 milhões 10 anos depois.

Vários fatores intensificaram a procura por motocicletas e o aumento da circulação desses veículos nos últimos anos, o que por consequência aumentou o número de acidentes.

A pandemia impulsionou o e-commerce e o serviço de entregas, quando as pessoas em razão das medidas de distanciamento e restrições à circulação passaram a utilizar o delivery com mais intensidade o que fez crescer o número de motociclistas filiados às plataformas, atraindo pessoas que perderam o emprego e viram nesse segmento uma fonte de renda. O aumento do número de solicitações pelo serviço e a exigência dos contratantes pela rapidez nas entregas também aumentou a velocidade nos deslocamentos e o descumprimento de regras no trânsito, uma das principais causas dos acidentes, a exemplo de invasão de sinais, conversões proibidas e transitar na contramão da via.

Na retomada das atividades presenciais, a motocicleta também se tornou um atrativo como meio de transporte individual, pelo menor valor do investimento na compra e pela economia, já que a escalada dos preços dos combustíveis desencoraja para alguns, o uso do automóvel.

Nos sinistros de trânsito a motocicleta é a parte mais frágil em caso de colisão com outros veículos, por isto cabe ao piloto da moto adotar uma condução defensiva. Usar equipamento de proteção, saber se posicionar na via, evitar trafegar na área não coberta pelos espelhos retrovisores dos automóveis e estar sempre atento ao se aproximar de cruzamentos, conversões e saídas de via fazendo-se notar, pode evitar ou fazer a diferença em caso de acidentes.

Dirija com atenção. No trânsito, sua responsabilidade salva-vidas.